Professor do CESTI defende dissertação de mestrado sobre Kuhn e Lakatos

O professor Marcos Roberto Alves Oliveira, chefe do Departamento de Pedagogia do Centro de Estudos Superiores de Timon (CESTI), da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), defendeu, recentemente, sua dissertação de mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Ética e Epistemologia da Universidade Federal do Piauí (MEE-UFPI), intitulada: "O Confronto entre Thomas Kuhn e Imre Lakatos sobre a Racionalidade Científica". 

Professor Marcos Alves OliveiraO estudo busca refletir sobre a produção de teorias científicas, analisando fundamentalmente aquilo que o caracteriza enquanto conhecimento e atividade, com o objetivo de problematizar a constituição do mesmo, bem como seu processo interno de desenvolvimento, os questionamentos estabelecidos entre este tipo de conhecimento/atividade e seu contexto sócio-cultural.

Marcos Oliveira mostra em sua dissertação o quanto a ciência do século XX é marcada pelas ideias dos filósofos Thomas Kuhn e Imre Lakatos. De acordo com ele: “a produção científica enquanto uma atividade profundamente humana, longe de ser compreendida pelo seu sentido conclusivo, se abre, extrapolando toda tentativa de dogmatismo através do exercício de um racionalismo crítico, desenvolvido num duro exercício de enfrentamento entre esses pensadores (Kuhn e Lakatos), argumentos que transformam definidamente a maneira de se conceber o progresso científico e consequentemente o social”. 

Compartilhar.