Alunas desenvolvem pesquisa sobre a diferença entre Tecnologia de Alimentos e Nutrição


Por em 30 de março de 2012



As alunas Márcia Padilha e Dalcilene Marques, do curso de Tecnologia de Alimentos da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), desenvolveram uma pesquisa sobre o curso superior em Tecnologia de Alimentos, destacando as diferenças entre Tecnologia de Alimentos e Nutrição.

De acordo com a pesquisa, o curso Tecnologia de Alimentos enquadra-se na categoria de educação profissional de nível tecnológico, que se define pela aplicação de métodos e técnicas para a seleção de matéria prima, preparo, armazenamento, controle, conservação, embalagem, distribuição, utilização do alimento e desenvolvimento de produtos. Já os nutricionistas são capacitados para planejar, organizar e supervisionar uma alimentação sadia específica a cada caso ou situação apresentada.

Considerando isso, os tecnólogos de alimentos abrangem um campo de atuação vasto como: acompanhamento das fases de industrialização do alimento; controle de qualidade dos aspectos químicos referentes ao alimento; avaliações físicas, químicas, microbiológicas e sensoriais; supervisão e manutenção de equipamentos; elaboração de programas de trabalho com fichas e ordens de serviço; observação das normas de conservação e segurança; organização das qualidades nos processos industriais, entre outras atividades.

Em contrapartida, os nutricionistas atuam na elaboração de cardápios e dietas com atendimento personalizado, balanceamento e realização de avaliação nutricional em restaurantes comerciais e similares; treinamento de pessoal; assessoramento na área de projetos de cozinhas industriais; acompanhamento na preparação de alimentos controlando sua qualidade na alimentação escolar e do trabalhador; atenção nutricional individualizada realizada nos hospitais, clínicas, entre outras.

Com isso, a pesquisa conclui que é necessário que estes profissionais exerçam suas ações de acordo com seu campo de atuação, onde um se envolve em sequências de operações desde a obtenção da matéria prima até o consumo; e o outro constitui uma alimentação sadia, aproveitando melhor os nutrientes dos alimentos; respeitando-se mutuamente e complementando suas ações para promover avanços na cadeia dos alimentos.



Últimas Postagens - Array /