Secretário do MEC discute Plano Nacional de Educação na Uema


Por em 8 de março de 2012



Com o intuito de

esclarecer as novas metas e diretrizes da segunda versão do Plano Nacional de Educação (PNE) 2012 – 2022, a Pró-Reitoria de Graduação da

Universidade Estadual do Maranhão (Uema) realiza hoje (8), durante todo o dia, uma reunião com representantes do MEC, da Seduc, da própria Uema e de

instituições convidadas, no auditório do Cecen (Campus Paulo VI). 

Vice-reitor Gustavo Costa preside solenidade de abertura do Seminário

Reuniões prévias com diretores de Centros, de Cursos, e chefes de Departamentos da Universidade já haviam ocorrido durante os meses anteriores

para tentar traçar estratégias, nas quais a Universidade irá se apoiar para efetivar o PNE em sala de aula.

A sessão foi presidida pelo vice-

reitor Gustavo Pereira, acompanhado da pró-reitora de Graduação, Maria Auxiliadora Cunha; do pró-reitor de Planejamento, Antonio Pereira; do pró-reitor de

Administração, Walter Canales; do secretário adjunto executivo do Ministério da Educação, Francisco das Chagas; além de Fernando Silva, do

Fórum Estadual de Educação; e da Narcisa Enes Rocha, da Seduc.

Francisco das Chagas fez um pequeno panorama sobre o PNE, suas concepções,

diretrizes e estruturas. Nessa nova versão do plano serão levadas em conta as dificuldades do PNE anterior, o contexto da educação nacional de acordo com as

necessidades de cada região e a mobilização social. Diferentemente da versão anterior, dessa vez, a proposta é que existam Planos Estaduais (PEE) e

Municipais (PME) fortes, que alinhem estratégias para cumprir as metas do nacional.

A implantação do Plano prevê ações desde o

ensino básico (creche) até o superior, analisando a defasagem dos alunos, o financiamento da educação, a boa formação, a valorização

profissional, a gestão democrática e o respeito às diversidades.

Para o vice-reitor Gustavo Pereira, essa foi uma oportunidade de aprofundar os

conhecimentos a respeito do PNE, antes que ele vá para aprovação no congresso. “Estamos conhecendo melhor os novos desafios e metas do Plano, assim nos preparamos

de forma mais adequada para as demandas que nos estão sendo solicitadas”, comentou.

No decorrer da manhã, Nelson Cardoso Amaral, da Universidade Federal

de Goiás (UFG), fez um apanhado significativo sobre a desigualdade no Brasil, abordando o tema como um dos principais problemas para diminuir os déficits da

educação no país. A diferença de renda e a caminhada lenta quanto a melhoria do ensino infantil também são parte dessas desigualdades citadas por

Nelson Cardoso.

“Reunimos diversas pessoas que estão diretamente envolvidas com o PNE para que não fiquem dúvidas e todos saibam se posicionar.

Estamos atentos às palestras e levaremos tudo que está sendo dito em conta para construir nossa parte do Plano”, encerrou a Pró-reitora de Graduação

da Uema, Maria Auxiliadora.



Últimas Postagens - Array /