Arquitetura, Urbanismo e Geociências são temas discutidos na Uema


Por em 22 de outubro de 2012



A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) participou, nesta manhã (22), no auditório do prédio de Arquitetura e urbanismo, da abertura oficial do Encontro de Especialistas nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Geociências.

O evento, que faz parte das discussões do Projeto “Monitoramento dos Indicadores Socioeconômicos dos Municípios do Entorno da Refinaria Premium I (MA)”, é uma realização da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio de sua Pró-Reitoria de Extensão, em parceria com diversas instituições.

A atividade acadêmico-científica tem o intuito de congregar especialistas para analisar e discutir temas relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), tais como, sustentabilidade ambiental, gestão do solo urbano, acessibilidade e desenvolvimento local, tendo como base os dados dos municípios do entorno da Refinaria Premium I.

 A mesa da solenidade de abertura foi composta pelo coordenador do projeto, Profº. Drº. da UFMA, Antônio Carlos Leal de Castro; pela representante do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Urbanos, Nadir Magalhães; pela coordenadora da equipe de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, Profª. Drª. Regina Bienenstein; pelo gerente de relacionamento externo da Premium I/MA da Petrobrás, Rogério Silva; pela diretora do Curso de Arquitetura da Uema, Fabíola Aguiar, representando o reitor José Augusto Silva Oliveira.

Nessa manhã, conforme as atividades programadas, aconteceram importantes debates, abordando os aspectos ambientais e urbanísticos da Refinaria Premium I, bem como discussões acerca do panorama geral desse projeto nas áreas Geociências e de Arquitetura e Urbanismo.

No que diz respeito à visão panorâmica do projeto na área de Arquitetura e Urbanismo, o Profº. Drº. da UEMA, Frederico Lago Burnett, falou sobre os levantamentos de dados acerca dos assentamentos precários, feitos nos municípios de Bacabeira, Rosário, Santa Rita e São Luís, que compreendem o entorno da Refinaria.

Segundo Burnett, esses assentamentos precários são resultantes do crescimento demográfico, demandando investimentos em várias áreas sociais e econômicas, surgindo também à necessidade de monitoramento das ações de políticas habitacionais nesses municípios.

Ainda no período da manhã, foram apresentados projetos, bem como dados técnicos sobre os grandes empreendimentos, compensações ambientais e Unidades de Conservação Ambiental nos municípios maranhenses, com destaque para os do entorno da Refinaria Premium.

A programação do evento se estende por toda a tarde, sendo finalizada na manhã desta terça-feira(23).



Últimas Postagens - Array /