UEMA expõe projetos sobre Educação Ambiental na SNCT


Por em 19 de outubro de 2012



Demonstrando a responsabilidade social da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), bem como a preocupação com a preservação ambiental, a comunidade acadêmica da instituição apresentou, nesta manhã (19), na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), uma variedade de estudos científicos voltados ao desenvolvimento sustentável do meio ambiente.

Entre esses estudos, está o projeto intitulado “Educação ambiental para piscicultores da Área de Preservação Ambiental (APA) do Maracanã”, que orientado pela professora Raimunda Fortes Carvalho, conta com a participação de uma equipe de acadêmicos dos Cursos de Engenharia de Pesca e Ciências Biológicas.

Esse projeto originou a cartilha “Piscicultura na APA do Maracanã”, lançada oficialmente esta manhã na SNCT. Segundo o acadêmico Jonatas da Silva Castro, a cartilha “é um instrumento que visa orientar os piscicultores sobre o desenvolvimento de um cultivo sustentável”, afirmou.

“A cartilha traz informações sobre as leis que regem o licenciamento ambiental da atividade piscícola, e, ainda, trata sobre os impactos positivos que o cultivo sustentável pode trazer, como, por exemplo, geração de renda, cultivo integrado com outras espécies de animais, movimentação da economia da região, diminuição da exploração dos estoques pesqueiros”, acrescentou o estudante.

Em exposição, havia também um fascículo do Curso de Especialização em Educação Ambiental, oferecido pelo Núcleo de Tecnologias para a Educação (UemaNet), sob a coordenação da professora Zafira da Silva de Almeida. O fascículo traz uma importante discussão sobre as políticas estruturantes da educação ambiental no Maranhão, tendo como pressuposto as mudanças ambientais globais.

EM DESTAQUE– Esta manhã foi destaque no estande da UEMA, na SCNT, as atividades do Departamento de Educação Física (DEF) da instituição, que atraíram a atenção de centenas de estudantes de vários colégios e faculdades públicos e privados da capital maranhense.

Na ocasião, os visitantes puderam fazer uma avaliação física, que incluía a aferição da pressão arterial, da força lombar, da flexibilidade e a verificação do peso e da altura.

A atividade promovida pelo DEF contou com a participação dos professores José Carlos Aquino, Sandow Feques, Éder Mariano e Leopoldo Gil, e dos estagiários Willian Vilhena e Robson Belfort.   



Últimas Postagens - Array /