Reunião Técnica sobre o Macrozoneamento Ecológico-Econômico é realizada na UEMA


Por em 3 de abril de 2013



Na manhã desta quarta-feira (03), foi realizada uma reunião técnica acerca do Macrozoneamento Ecológico-Econômico do Estado do Maranhão (MacroZEE), no Núcleo Geoambiental (Nugeo), da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), com a participação de técnicos do laboratório de Geoprocessamento da Embrapa Campinas (SP) e Embrapa Cocais.

Na oportunidade, Édson Luís Bolfe, chefe adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Campinas, que é a empresa contratada para a execução do MacroZEE, falou a respeito dos pontos focais institucionais para que outros órgãos interessados participem deste projeto como parceiros.

O ZEE é um instrumento técnico-científico com base em estudos sobre o meio ambiente, socioeconomia e aspectos culturais de um território. Tem a função de normatizar e organizar as ações do Governo e da sociedade sobre o espaço geográfico; de caráter indicativo e propositivo; orientador do planejamento (Planos, Programas e Projetos). É, portanto, um instrumento de cunho estratégico, com abrangência no desenvolvimento dos diversos setores econômicos, considerando, no seu contexto, os mecanismos de desenvolvimento sustentável.

No Maranhão, os trabalhos sobre ZEE foram iniciados em 2000, quando o Governo do Estado do Maranhão contratou a Embrapa Monitoramento por Satélite para executá-lo. Após o trabalho, o Ministério do Meio Ambiente, órgão responsável pela coordenação do Programa de Zoneamento Ecológico-Econômico do Brasil, fez algumas considerações para que o mesmo pudesse ganhar estrutura técnica e dessa forma tramitar e ser homologado junto às câmaras técnicas do MMA.

Em 2007, os trabalhos foram retomados dessa feita com a decretação da Comissão Estadual do ZEE/MA, quando a Uema foi incluída com participação efetiva. Após uma série de esforços do Governo do Maranhão para retomar os trabalhos, em fevereiro de 2013, a Embrapa Monitoramento por Satélite foi contratada para concluir o MacroZEE, o que, para tanto, deverá contar com uma série de órgãos parceiros. A Universidade Estadual do Maranhão se apresenta com destaque, em virtude do caráter técnico-científico e da histórica participação do Núcleo Geoambiental nesse trabalho.

Sobre a possível parceria com a Embrapa Campinas, o gerente do Núcleo Geoambiental, o Engo. Agrônomo Jucivan Ribeiro Lopes, explica “A participação da Universidade Estadual do Maranhão na conclusão do MacroZEE representa, dentre outras coisas, atender a uma longa expectativa para contribuir com o desenvolvimento do estado. Com relação ao Núcleo Geoambiental, ele tratará em conjunto com a universidade para estruturar e efetuar a melhor parceria para a conclusão desse trabalho junto com a Embrapa“.

A reunião técnica sobre o Macrozoneamento Ecológico-Econômico do Estado do Maranhão (MacroZEE), realizada hoje na Uema, foi apenas uma de uma série que está programada para acontecer em São Luís até a próxima sexta-feira (05), junto a diversos órgãos, que pretende, dentre outras coisas, definir o modelo de gestão do MacroZEE, os pontos focais institucionais parceiros, etc.

 

# Estiveram presentes na Reunião:

 

UEMA/NUGEO

Jucivan Ribeiro Lopes (Gerente do Núcleo Geoambiental)

Elienê Pontes de Araújo (Chefe do Lab. de Geoprocessamento)

 

Embrapa Monitoramento por Satélite (Campinas – SP)

Édson Luís Bolfe (Chefe-Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento)

Pesquisadores:

Luiz Eduardo Vicente

Sérgio Gomes Tôsto

Daniel de Castro Victoria

 

Embrapa Cocais (Maranhão)

Luiz Carlos Nogueira (Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento)

Fabrício Brito Silva (Pesquisador)

 

 

 



Últimas Postagens - Array /