Comitiva conhece realidade do ensino superior só para mulheres na Coréia do Sul


Por em 18 de junho de 2013



A segunda visita do dia 17, da comitiva da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), realizada na Coréia do Sul, visitou a EwhaWomansUniversity.

Os reitores e representantes das instituições de ensino superior brasileiras foram recebidos pela presidente Sun-Uk Kim, pelo vice-presidente de relações internacionais Hye-WonChoi, e diretores de faculdades.

A EwhaWomansUniversity é uma universidade privada das mulheres no centro de Seul. É uma das maiores instituições da cidade de ensino superior e, atualmente, a maior do mundo instituto educacional feminino. É uma das mais conhecidas universidades e também considerada uma das melhores universidades do país.

Ewha foi fundada em 1886, pela norte-americana metodista episcopal missionária, Mary F. Scranton. "Ewha" é um termo sino-coreano que quer dizer "flor da Pera". Enquanto o uso de "Womans" é pouco convencional, ele carrega um significado especial. Os primeiros fundadores da faculdade consideravam que toda mulher precisaria ser respeitada.

 

Atualmente, a universidade conta com 17,2 mil alunos de graduação e 6,7 mil alunos de pós-graduação. O acesso de alunos do sexo masculino se dá apenas no âmbito de programas de intercâmbio internacional.

A Ewha mantém relações de cooperação e mobilidade estudantil com mais de 100 universidades estrangeiras. Segundo o presidente da Abruem e reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), foi possível perceber grande interesse em receber alunos brasileiros. “Há grande interesse em receber alunos de universidades brasileiras, tanto na graduação como na pós-graduação”, disse, lembrando que a instituição mantém acordo com o Brasil, através do Programa Ciência Sem Fronteiras.

Após a apresentação da instituição sul-coreana, o presidente da Abruem fez uma exposição sobre o potencial e a importância das universidades estaduais e municipais no cenário da educação superior no Brasil.

Na sequência, a comitiva assistiu a uma apresentação musical típica do país. Na continuidade, o reitor João Carlos Gomes entregou medalha da Abruem à presidente Sun-Uk Kim, que, por sua vez, presenteou o chefe da comitiva com uma medalha da Ewha. No encerramento da agenda, os reitores visitaram laboratórios de pesquisa das áreas de química, alimentos, engenharias e farmácia.



Últimas Postagens - Array /