Curso de Agronomia recebe Três Estrelas em avaliação nacional do Guia do Estudante


Por em 25 de setembro de 2013



O Curso de Agronomia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) recebeu a certificação três estrelas na avaliação do Guia do Estudante (GE) na edição de 2013, que será publicada no próximo dia 11 de outubro. O Guia do Estudante é uma publicação nacional que informa dados sobre a educação no país. A avaliação é feita com todas as universidades do Brasil, instituições públicas e privadas, e classifica, com no máximo cinco estrelas, o desempenho dessas universidades.

A Avaliação dos cursos superiores das diversas instituições brasileiras, realizada anualmente, envolve a participação de vários pareceristas, que analisam dados relacionados à titulação do corpo docente, a produção científica e ações de ensino, pesquisa e extensão, contemplando os melhores cursos com certificados e atribuindo as estrelas. Nessa avaliação, o Curso de Agronomia da Uema recebeu o Certificado de 3 estrelas, que será publicado na GE Profissões Vestibular 2014, em circulação no mês de outubro.

A diretora do Curso, professora Ana Maria Silva de Araújo, avalia a classificação como um grande êxito. “Significa que a qualidade do ensino do Curso de Agronomia da Uema foi reconhecida mais uma vez a nível nacional e estará, juntamente com os melhores cursos de outras universidades do país, presente no Guia do Estudante (GE) da Editora Abril. Recebemos essas “três estrelas” com grande êxito, pois não deixa de ser um indicador externo confirmando a qualidade do Curso de Agronomia da Uema. No entanto, sabemos que ainda precisamos avançar muito em alguns aspectos.”, reitera.

Para a avaliação, o Guia do Estudante leva em consideração a infraestrutura do Curso, por meio da análise dos laboratórios, dos equipamentos e da qualificação do corpo docente, bem como suas publicações, além da integração de projetos de pesquisa e de extensão. A professora acredita que esse tenha sido o diferencial que garantiu ao curso uma boa classificação: “O Curso de Agronomia possui hoje 65 professores, dos quais 41 são doutores, 13 são mestres e 11 são especialistas. Desses docentes, cerca de 60% estão envolvidos no ensino de graduação, na pesquisa e na extensão, envolvendo um grande número de discentes nessas atividades”, ressaltou.

Ana Maria explica, ainda, que os estudantes têm atuado diretamente nas comunidades, realizando projetos de extensão e atendimento aos agricultores. “Além dos projetos de extensão desenvolvidos por docentes juntos ao Labex (Laboratório de Extensão do CCA), participamos intensamente dos programas: “Uema no Campo”, Projeto “Rondom” e, constantemente, recebemos a visitas de pequenos agricultores, moradores das comunidades rurais próximos à Universidade, à procura de orientações referentes a várias atividades agrícolas, e os nossos docentes estão sempre disponíveis para atendê-los”.

Sobre o mercado de trabalho, a coordenadora afirma que ele proporciona boas condições ao agrônomo. “O agronegócio vem contribuindo expressivamente na economia brasileira, visto que a maior parte dos produtos agrícolas é destinada ao comércio exterior. A busca pela qualidade desses produtos se torna algo essencial, sendo justamente uma das tarefas do agrônomo. O Engenheiro Agrônomo também é o responsável na elaboração de documentos na parte científica e técnica de sua área, podendo exercer prestação de serviços em consultoria na área agrícola e na criação de animais. O Maranhão tem se destacado na agroindústria, na pecuária, na produção de grãos, na agricultura familiar e no agronegócio. O engenheiro agrônomo é e será indispensável neste contexto”, reiterou.

O Curso de Agronomia da Uema foi o primeiro no Estado do Maranhão. Atualmente, encontra-se vinculado ao Centro de Ciências Agrárias (CCA), e dispõe de uma infraestrutura composta por três Departamentos: Fitotecnia e Fitossanidade; Economia Rural e Engenharia Agrícola e, conta, ainda, com o apoio de outros departamentos vinculados a outros centros da UEMA, como: Zootecnia, Química e Biologia, Matemática e Informática, Física, Expressões Gráficas e Transportes, Educação e Filosofia. O Curso de Agronomia dispõe, ainda, do apoio de duas Fazendas Escola, uma em São Luis e a outra em São Bento; Laboratórios de Solos, Entomologia, Fitopatologia, Pós-colheita, Sementes, além dos Núcleos Geoambiental, Tecnologia Rural e Biotecnologia.



Últimas Postagens - Array /