Novo prédio do Curso de História é inaugurado


Por em 21 de outubro de 2013



Na noite de sexta-feira (18), autoridades locais, professores e estudantes prestigiaram a inauguração do novo prédio do Curso de História, da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), situado à Rua da Estrela – Praia Grande, nº 329.

Estiveram presentes o reitor da Uema, José Augusto Oliveira; o vice-reitor Gustavo Pereira da Costa; o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Costa, representando a governadora Roseana Sarney; a diretora do Curso de História, Helidacy Correa; o coordenador do Mestrado em História, Marcelo Cheche Galves; além dos pró-reitores da Uema, diretores de cursos, diretores de centros, chefes de departamentos, professores, assessores, servidores, comunidade acadêmica, e convidados.

A cerimônia teve início com o descerramento da placa de inauguração, seguida de uma apresentação musical dos professores do Curso de Música da Uema.

Em sua fala, o reitor José Augusto ressaltou que a Uema está cumprindo com o seu dever e obrigação, oferecendo o melhor para sua comunidade acadêmica. Ele também se referiu ao crescimento do Curso de História, que vem se destacando na qualidade de ensino, provando que a estrutura física é necessária. “Usem este prédio com saúde, e que o resultado de todo esse trabalho seja um retorno para a instituição de dias felizes, com grandes vitórias e orgulhos para a Universidade Estadual”, desejou o reitor da Uema.

O secretário de Ciência e Tecnologia, José Costa, também se manifestou e destacou que o Maranhão é um estado que tem importantes resultados, dignos de serem divulgados, como o excelente desempenho dos cursos de Direito e de Administração da Uema no Enade. O secretário aproveitou a oportunidade e parabenizou a toda comunidade acadêmica, pelo trabalho desenvolvido, enfatizando a dificuldade de se restaurar um prédio histórico.

A diretora do Curso de História deu as boas-vindas a todos que se fizeram presentes para prestigiar esse momento de alegria para a Universidade Estadual do Maranhão e destacou o momento como resultado de um verdadeiro trabalho de equipe, onde o corpo docente iniciou uma luta incansável há mais de uma década. “Olhando hoje para nossa história, vejo que o sentido da nossa luta não foi pelo prédio de História em si. Não é ingratidão, mas o patrimônio pelo qual lutamos nestes 12 anos sempre foi pela educação e, sobretudo, por uma educação libertadora no estado. O prédio se tornou para nós o espelho de um modelo dessa educação que ensina, mas está aberta ao aprendizado, que traça um caminho”, destacou a diretora do Curso, que também agradeceu o empenho do corpo administrativo da Uema.

Após as falas, os convidados conheceram as instalações do novo prédio. Um momento de emoção tanto para alunos quanto para professores.

Álvaro Moreira, estudante do 7º período de História, disse que o curso precisava de um espaço físico, onde a graduação e a pós-graduação pudessem acontecer de forma mais tranquila. “Esse é um momento de vitória e conforto pelo espaço. Para quem está saindo como eu, já existe o incentivo de tentar o Mestrado Profissional em História. O prédio não é só dos alunos e dos professores, mas, também, da sociedade”, afirmou o estudante.

O dia foi comemorado pela professora de História, Maria de Lourdes Lauande Lacroix, que já exerceu sua docência na Uema e, hoje, pode ver a concretização de um espaço próprio. “Esse prédio representa, acima de tudo, a autoestima do corpo docente e dos alunos. Nos sentimos valorizados, e isso significa que o curso é muito importante, dando uma boa contribuição à sociedade. Não é a beleza do prédio em si, mas sim o que está embutido atrás dele como a moral, o encorajamento, a esperança e a realização de sonhos”,  expressou a professora.

Atualmente, o Curso de História conta com 15 docentes, entre doutores e mestres, além de 1 mestrado profissional em história, denominado “História, Ensino e Narrativas”, cujas linhas de pesquisa são: “Memória e Identidade” e “Historiografia e Linguagens”.

Criado em 1992, o curso integrou o Programa de Capacitação de Docentes (Procad) que, naquela ocasião, firmou convênio com a Secretaria de Educação do Estado do Maranhão para atender a formação de docentes da rede estadual. Esse programa continuou nos anos 1993 e 1994 e, somente em 1995, a Uema optou pela implementação do regime regular. Nos anos seguintes, o curso cresceu e se estruturou, sem perder de vista, o seu objetivo fundamental, que é a graduação e a formação continuada de qualidade na área de história.



Últimas Postagens - Array /