Reunião da Sociedade Brasileira de Fruticultura discute sobre a produção no Estado


Por em 5 de novembro de 2013



O Maranhão possui um cenário favorável à fruticultura. Além das condições climáticas, as terras são favoráveis ao cultivo no Estado. Pensando nisso, consultores técnicos, agricultores e representantes da hortifruticultura reuniram-se, na manhã dessa segunda-feira (4), no auditório do Banco do Nordeste, durante a Reunião Técnica da Fruticultura no Maranhão.

Participaram da solenidade, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), Cláudio Azevedo, o presidente da Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF), Abel Rebouças São José, o coordenador da Regional da SBF no Maranhão, professor Hamilton Jesus Santos Almeida, o produtor da Câmara Setorial de Fruticultura do Estado do Maranhão, Osvaldo Luís Feitosa.

A reunião, além de discutir os cenários e perspectivas da atividade no estado, lançará uma proposta para que o Maranhão possa sediar o XXIV Congresso Brasileiro de Fruticultura em São Luís, no próximo ano.

De acordo com o professor Hamilton Santos Almeida, “é necessário sensibilizar o Governo do Estado, a iniciativa privada e, sobretudo, o Governo fFederal para que o Maranhão possa deslanchar no programa de fruticultura a nível nacional e internacional”, pontuou.

Em suas palavras, durante a solenidade de abertura, o secretário Cláudio Azevedo, declarou apoio à realização do evento no estado, para que pudesse agregar os produtores em torno da discussão da produção da fruticultura no Maranhão.

O presidente da SBF, Abel Rebouças, disse que vê com bons olhos a participação das instituições acadêmicas e dos secretários de agricultura na discussão sobre a fruticultura. “O Maranhão possui uma potencialidade impressionante para ser exportador e produtor de frutas. Temos um grande desafio pela frente, mas o primeiro passo já foi dado”, pontuou.

Na proposta apresentada durante a reunião, foram articuladas tecnicamente as condições favoráveis no sentido de sensibilizar também as outras instituições para que se possa expandir a produção de fruticultura no estado.

Pela tarde, a programação contou com a Mesa Redonda: reunião técnica da fruticultura no Maranhão, com o professor Abel Rebouças São José- SBF; o professorHamilton Jesus Santos Almeida – coordenador da Regional da SBF no Maranhão e o produtor Osvaldo Luiz Feitosa Freitas – Câmara Setorial de Fruticultura do Estado do Maranhão.

Ao final, foi elaborado um documento com as seguintes propostas levantadas durante a reunião:

– Sistema Agroflorestal contínuo do coqueiro da Bahia com cacaueiro para agricultura familiar no Maranhão;

– Lançamento do Primeiro caju anão precoce no Maranhão;

– Implantação da Unidade de Validação Tecnológica – UVT de dendê, na Fazenda Escola de São Luís-FESL/CCA/UEMA;

– Jardim Clonal de cajueiros anão precoce na Fazenda Escola de São LUÍS-FESL/CCA/UEMA;

– Implantação do Sistema Agroflorestal – aspectos técnicos e econômicos para agricultores familiares no Maranhão;

– Pesquisas em andamento, como substituição de copa de cajueiro gigante com cajueiro anão precoce, sistema de propagação do maracujazeiro no maranhão e a introdução do camu camu e da pupunha no maranhão;

 



Últimas Postagens - Array /