Professor da Uema recebe prêmios de melhor tese do Brasil


Por em 13 de dezembro de 2013



O professor Jackson Ronie Sá da Silva, do Departamento de Química e Biologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e coordenador de TCC do Darcy Ribeiro, foi agraciado com o prêmio de melhor tese de doutorado na área de educação, concedido pela Fundação Carlos Chagas, e com o Prêmio Capes de Tese 2013, na última terça-feira (10), em Brasília.

Durante a solenidade de premiação, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, falou sobre o imenso desafio que é a educação brasileira, especialmente a educação superior. "Temos um atraso histórico muito grande. A expansão do ensino superior com qualidade é indispensável para dar oportunidade a todos que querem estudar e crescer. Vocês [premiados] são a elite da produção científica e têm o papel de devolver isso ao nosso país”, disse o ministro.

Os dois prêmios recebidos pelo professor Jackson Ronie resultaram de sua pesquisa “Homossexuais são…- revisitando livros de Medicina, Psicologia e Educação a partir da perspectiva Queer”, realizada em seu curso de doutorado e defendida no ano de 2012, no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), o Rio Grande do Sul.

“Esta tese mostra que todos os preconceitos, as discriminações e estereótipos, foram construídos com discursos da ciência médica, e eu busco desconstruir essa ideia com este trabalho”, explica o professor.

Segundo o professor, o estudo surgiu a partir de debates do Grupo de Pesquisa em Ensino de Ciência, Saúde e Sexualidade, criado por ele na Uema, e composto hoje por 23 alunos de iniciação científica, extensão, especialização, além de mestrandos e doutorandos. “Nós fazemos todo um movimento teórico e metodológico criado para discutir questões de gênero e para dar visibilidade às mulheres. Este grupo faz teorização e trabalhos documentais para aplicar posteriormente nas escolas”, afirmou.

Prêmio Capes de Tese

Nesta edição, foram selecionadas 48 teses defendidas em 2012, de um total de 645 inscritas por programas de pós-graduação de 80 instituições. Foram concedidas, ainda, menções honrosas do Prêmio Capes de Tese a 88 pesquisas de doutorado defendidas em 2012, de 30 instituições.

O Prêmio Capes de Tese foi instituído no ano de 2005, com objetivo de outorgar distinção aos melhores trabalhos de doutorado defendidas e aprovadas nos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação. São considerados na seleção os quesitos originalidade, inovação e qualidade. Os autores das teses recebem certificado, medalha e bolsa de pós-doutorado no país por um ano. Já os orientadores recebem certificado e auxílio equivalente a uma participação em congresso no país.

 



Últimas Postagens - Array /