Uema participa do VI Seminário do Programa de Pesquisa em Biodiversidade


Por em 4 de dezembro de 2013



Em 2013, São Luís recebe a VI edição do Seminário do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio), no período de 10 a 13 de dezembro, no Rio Poty Hotel. O programa está ativo na Amazônia desde 2004, e tem o objetivo de desenvolver uma estratégia de investimento em Ciência e Tecnologia que priorize e integre competências em pesquisa e transferência de conhecimento em biodiversidade dentro da região, descentralizando as ações de pesquisa através dos Núcleos regionais. A realização dos seminários é itinerante, promovido em um núcleo regional diferente a cada ano.

Com o tema “Conservação e restauração da biodiversidade para uma sociedade sustentável”, o seminário busca alertar para a importância das Unidades de Conservação (UC’s) do arco do desmatamento (incluindo a Rebio Gurupi) na conservação da biodiversidade, e refletir sobre como reverter as consequências desastrosas da perda desta biodiversidade sobre a qualidade de vida da população.

O estado do Maranhão possui 34% do seu território coberto pela floresta amazônica, e ao mesmo tempo, alto índice de desmatamento registrado para o bioma (78%). Na Amazônia maranhense, uma única unidade de Conservação integral é responsável pela preservação da biodiversidade do centro de endemismo Belém: a Rebio do Gurupi com 271.000 ha de floresta e milhares de espécies, entre elas pelo menos 20 seriamente ameaçadas de extinção e muitas ainda não descritas pela ciência.

Atualmente, o PPBio conta com seis núcleos regionais na Amazônia oriental, cobrindo, além do estado do Maranhão, o Pará, Amapá Tocantins e Mato Grosso. Desde 2007, a rede organiza o seminário anual, onde são apresentados os resultados do programa e trazidos à comunidade temas importantes para discussão e debate, relacionados ao conhecimento e conservação da biodiversidade.

O seminário também é oportunidade de capacitação de docentes e discentes e de integração do PPBio com outros projetos e programas correlatos. Assim, os seminários do PPBio contribuem para a difusão do conhecimento e para a internalização na sociedade dos temas relacionados a biodiversidade amazônica.

Núcleo do Maranhão

O Núcleo Regional do Maranhão é composto por pesquisadores das universidades Estadual e Federal do estado, contando com laboratórios disponíveis nos campi de São Luís, Caxias e Chapadinha. O NRMA insere-se na Rede PPBio Amazônia Oriental contribuindo com estudos que permitem a discussão e formulação de políticas públicas de preservação e conservação dos recursos naturais da Reserva Biológica do Gurupi (Rebio Gurupi).

 Nos últimos anos foram realizados inventários de diversos grupos biológicos, tais como, peixes, aves, mamíferos, plantas, insetos e invertebrados do solo. Os resultados destes estão sendo disponibilizados à comunidade científica com a publicação do volume Amazônia Maranhense e diversas outras publicações, assim como os formulário de inscrição para participação no seminário, estão disponíveis no site do programa

As atividades de pesquisa têm incrementado a incorporação do material ao acervo das coleções locais, fomentando o incremento de informações taxonômicas, biogeográficas e ecológicas nestas. Algumas dessas coleções já começaram os trabalhos de digitalização do acervo com o objetivo futuro de se integrar à rede do Museu Paraense Emilio Goeldi.

Os estudos do NRMA na Rebio Gurupi visam, também, desenvolver e aprimorar os levantamentos do bioma amazônico do Estado para assegurar a conservação das espécies, entender padrões de distribuição e outros processos ecológicos, além de permitir o estudo de espécies para fins de uso sustentável.



Últimas Postagens - Array /