Encontro no Conservatório Nacional de Artes e Ofícios


Por em 30 de maio de 2014



Em Paris, a delegação da Abruem foi recebida pelo administrador geral do Conservatório Nacional de Artes e Ofícios (CNAM), Olivier Faron, que explanou acerca do objetivo e das atividades desenvolvidas no CNAM. O Conservatório foi criado no final do século 18, em 1794, e, atua principalmente, na formação continuada em várias áreas, exceto na medicina e nas ciências humanas.

O CNAM oferece formação para depois do bacharelado e é responsável pelo Museu de Artes e Ofícios. Ao recepcionar os reitores e representantes das universidades brasileiras, deu boas-vindas a todos, e demonstrou interesse do Conservatório em receber alunos e pesquisadores brasileiros para o programa de mobilidade, assim como enviar estudantes franceses para o Brasil, com o objetivo de estreitar laços acadêmicos em torno de pesquisas de interesse comum e de transferência de tecnologia.

O administrador observou, ainda, que o CNAM pode fazer as adequações necessárias para facilitar os projetos de cooperação entre Brasil e França, inclusive com a utilização de tecnologias que permitam a educação a distância. Ele disse que o CNAM diploma 100 mil profissionais por ano e faz o acompanhamento desses ao longo da vida, para com isso, ampliar suas competências.

O presidente da Abruem, Carlos Fernando Calado, aproveitou a ocasião para fazer a apresentação da Associação e dos objetivos da missão à França. E, ainda, manifestou interesse de proporcionar o maior intercâmbio entre alunos brasileiros e franceses, bem como de professores e pesquisadores dentro da mobilidade acadêmica.

Em seguida, várias questões foram colocadas pelos reitores presentes, visando encontrar formas concretas de viabilizar os programas de mobilidade e, até mesmo de oferta de programas de formação continuada, destacando-se um curso de gestão de recursos humanos em EaD com mais de 35 mil pessoas atendidos em todo mundo.

Atualmente, o CNAM tem um importante contrato com a Confederação Nacional da Indústria do Brasil (CNI) para viabilizar formação continuada para trabalhadores das empresas francesas no Brasil, com o Ministério das Cidades para projetos de mobilidade urbana e logística de transportes e um projeto com a Federação das Indústrias do Paraná, por meio da integração de empresas e universidades.

Após o encontro, a delegação brasileira realizou uma visita às instalações do Museu de Artes e Ofícios do CNAM.



Últimas Postagens - Array / noticias-uema