Defesa de tese dá título de doutora à professora do Cecen


Por em 11 de junho de 2014



A professora Maria Iranilde Almeida Costa, vinculada ao Departamento de Letras, do Centro de Educação, Ciências Exatas e Naturais (Cecen), recebeu, no último dia 5, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o título de doutora em Ciência da Literatura.

Tendo como orientadora a Profª. Dra. Martha Alkimin de Araújo Vieira, membro do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, a Profª Maria Iranilde defendeu a tese intitulada “O Múltiplo e o Uno: os dez caminhos Bolañianos em Putas Assassinas”.

No trabalho, que lhe deu o título de doutora em Literatura, Iranilde faz uma análise do livro de contos “Putas Assassinas”, do escritor chileno Roberto Bolaño, obra que, para ela, tem como natureza a multiplicidade de gêneros, de temas e de modos de narrar, constituindo-se em um discurso autoficcional problemático e ao mesmo tempo desestabilizador do lugar da representação literária.

A pesquisa feita por Maria Iranilde é desenvolvida a partir da crise da representação, dado que a narração de eventos traumáticos culmina no silenciamento de narradores e personagens, sinalizando a própria impossibilidade de narrar; da inserção do autor no universo do narrado, conferindo-lhe um protagonismo ficcional que potencializa o evento autobiográfico; e a partir da literatura como problema, demarcando um procedimento autorreflexivo em que a ficção é questionada dentro dela mesma.

Com a defesa da tese da professora Iranilde, sobe para três o número de docentes do Departamento de Letras do Cecen a obter doutoramento, a partir de convênio entre a Uema e a UFRJ na área de Letras.  Até meados do segundo semestre de 2014, mais cinco professores receberão o título de doutor em Ciência da Literatura, o que, para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Uema, Porfírio Candanedo Guerra, “[…] dará aos docentes do Curso de Letras uma formação téorico-crítica consistente, assegurando a eles condições de participação ativa na agenda dos debates nacionais e internacionais sobre o fenômeno literário e sua interface com as demais produções artístico-culturais”.

Além dos professores de São Luís, o convênio entre a Uema e a UFRJ contempla, na área de Literatura, docentes dos campi de Caxias e Bacabal, sendo que, deste último, Valderi Ximenes de Menezes já recebeu o título de doutor. Na área de Linguística, também contemplada no convênio Uema/UFRJ, 12 professores dos campi de São Luís, Caxias e Bacabal também estarão concluindo o doutoramento até o segundo semestre de 2014.

 



Últimas Postagens - Array /