Lançamento do Projeto Rondon “Operação Bacuri” na UEMA


Por em 23 de junho de 2015



IMG_9611O reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Gustavo Pereira da Costa, juntamente com o vice-reitor Walter Canales e o pró-reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Porfírio Guerra, acompanhado de sua equipe; reuniram-se na tarde de ontem (22), com representantes da Secretaria de Estado Extraordinário da Juventude (SEEJUV) para tratar sobre o Projeto Rondon “Operação Bacuri”.

A secretária de Estado Extraordinário da Juventude, Tatiana Pereira, e o superintendente de Políticas Públicas, Laércio Pereira, apresentaram o Projeto Rondon “Operação Bacuri”, que está sendo conduzido no Estado por meio de uma parceria entre o Ministério da Defesa, o Governo do Maranhão e a SEEJUV.

As ações desenvolvidas pelo projeto ocorrem em regiões com maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como áreas isoladas do território nacional que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

No Maranhão, as atividades serão desempenhadas exclusivamente pelas universidades maranhenses, conforme expôs Tatiana Pereira. Ela considera importante a aproximação com a UEMA para articular atividades extensionistas de caráter social.

“Tenho certeza que vão surgir muitos frutos porque este é só um ponta pé inicial para outro projeto que a Secretaria irá lançar. O projeto Bacuri é semelhante ao Rondon, mas com outro viés, construído com um olhar mais maranhense”, disse.

Já o superintendente Laércio explicou detalhes do projeto Rondon “Operação Bacuri”, expondo que as áreas temáticas das oficinas serão divididas em dois grupos: Grupo A  – Cultura, Direitos Humanos e Justiça; Educação e Saúde; e Grupo B – Comunicação, Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

As oficinas serão realizadas nas cidades de Bacuri, Conceição de lago Açu, Pedro do Rosário, Centro Novo do Maranhão, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Governador Newton Bello, Cajari, Brejo de Areia e Satubinha no início do próximo ano.

Para o reitor Gustavo, o Programa Mais IDH (Governo do Estado), o Programa Mais Extensão (UEMA) e o Rondon; precisam cooperar mutuamente e conjugar outros setores sociais para o efetivo e contínuo desenvolvimento do Estado. Ele também falou da importância da área de extensão na UEMA.

“A credibilidade institucional da UEMA, que se capitalizou nos últimos anos, precisa ter a extensão como uma prática regular, assumindo esta tarefa como missão ”, ressaltou.

A coordenadora de Assuntos da Comunidade Estudantil, Marília Martins, comentou sobre o preparo da equipe docente da Universidade que já vem realizando o levantamento das necessidades de alguns municípios a serem beneficiados pelo projeto Rondon.

“Temos feito um levantamento das demandas em vários municípios do Maranhão onde o IDH é baixo, conversando com prefeitos e secretários. Dessa forma, quando elaborarmos a proposta para o projeto Rondon, já iremos ter noção da realidade desses locais”, disse.

Por: Débora Souza



Últimas Postagens - Array / noticias-uema