Professor da Universidade de Essex no Reino Unido ministra palestra na UEMA


Por em 9 de agosto de 2016



prof.1

Professor Matthias Röhrig Assunção durante apresentação

A palestra aconteceu durante durante aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em História, Ensino e Narrativas

Nessa segunda, 08, o professor Matthias Röhrig Assunção, que ensina e pesquisa História da América Latina e História Social do Brasil, na Universidade de Essex no Reino Unido, ministrou a palestra “De Caboclos a Bem-te-vis. Formação do Campesinato numa Sociedade Escravista, Maranhão 1800-1850”, durante aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em História, Ensino e Narrativas – PPGHEN. A palestra objetivou discutir a tradição da historiografia em negar a existência do campesinato no Maranhão.

Em sua apresentação, o docente frisou que, em relação às pesquisas sobre a História do Brasil, sempre foram privilegiadas as regiões Sul e Sudeste, negligenciando os estudos sobre a organização social, econômica e política das demais regiões. “O Maranhão, por exemplo, que possui, historicamente falando, uma importância fundamental para a compreensão da formação social brasileira e que possui aspectos únicos no que diz respeito à formação do campesinato é um desses casos negligenciados”, ressaltou Assunção.

Publico presente na Aula Inaugural

Publico presente na Aula Inaugural

Após a palestra, o professor Matthias Röhrig Assunção lançou o livro que deu título à aula inaugural “De Caboclos a Bem-te-vis. Formação do Campesinato numa Sociedade Escravista, Maranhão 1800-1850 (Ed Annablume, 2016), no qual ele apresenta os resultados das suas pesquisas sobre o Maranhão do século XIX.

No período da tarde, ele ministrou, exclusivamente, para os alunos do Mestrado a palestra “Do Arquivo a História Oral: que fontes para escrever a História?  encerrando as atividades que iniciam o semestre do PPGHEN.

Por: Walline Alves



Últimas Postagens - Array / noticias-uema