UEMA assina acordo de cooperação com SINDUSCON-MA


Por em 21 de setembro de 2017



A UTERMO 2niversidade Estadual do Maranhão (UEMA) firmou, na tarde dessa quarta-feira (20), um acordo de cooperação com o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão (SINDUSCON-MA), como forma de aproximar os acadêmicos da universidade do mercado de trabalho. Ao todo, estão previstas a oferta de cerca de 200 vagas de estágio para estudantes de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo da UEMA.

O termo foi assinado na reitoria da universidade com a presença do reitor Gustavo Pereira da Costa, do vice-reitor Walter Canales Sant’Ana, das professoras Ingrid Braga, chefe do departamento de Arquitetura e Urbanismo na UEMA, e Andréa Duailibe, além do presidente do sindicato Fábio Ribeiro Nahuz. O assessor da Pró-Reitoria de Planejamento, José Oscar, e o Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Paulo Catunda, também estiveram presentes na reunião.

“Sempre fico muito feliz que a universidade estabeleça relações com entidades, associações, outras instituições educacionais, com o poder público, com finalidade de projetos e programas que, de algum modo, se transversalizem ao que a universidade faz. Entendo a importância, ainda mais nesse segmento da construção civil, dos espaços que se abrem a partir de um termo de cooperação dessa natureza”, disse o reitor Gustavo da Costa, lembrando que, neste ano, completa 50 anos de existência.

O termo assinado, vale ressaltar, visa promover a cooperação mútua, visando o desenvolvimento de programas e projetos, palestras, capacitação técnica e profissional, contribuição em pesquisas, cooperação de bolsas de estágio de interesse da UEMA e do Sinduscon-MA atendidos os objetivos e as especificidades de cada uma das entidades parceiras.

“Durante essa reunião fiquei muito emocionado, porque dei uma volta pela UEMA antes de chegar à reitoria e revi algumas obras que estive envolvido. Um filme passou na minha cabeça, lembrei de todas as minhas lutas. Sempre batalhei por mais oportunidades para os alunos para que ninguém saísse da academia em uma realidade muito distante da que o mercado precisa. Os estágios que vamos promover não serão para os estudantes fazerem planilhas, mas para aprender o que é a profissão, de fato na prática”, sintetizou o presidente Fábio Nahuz.

Redação: Lucas Vieira
Foto: Rafael Carvalho



Últimas Postagens - Array / noticias-uema