Reitor da UEMA discute Mais IDH com o secretário da SEDIHPOP


Por em 29 de novembro de 2017



IMG_9803Na tarde de ontem (29), o reitor Gustavo Pereira da Costa recebeu, na sala de reunião da Reitoria da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), no Campus Paulo VI, o secretário dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

Na pauta da reunião, foi discutida a possibilidade de uma parceria na implantação de novos cursos superiores para jovens e professores em pelo menos três municípios, onde o Plano Mais IDH, criado no Governo Flávio Dino, atua.

Conforme explicou o reitor, depois de várias ações da UEMA no projeto Mais Extensão, discute-se, agora, a possibilidade de levar novos cursos de graduação para algumas regiões do Maranhão, onde se concentram os municípios de mais baixo IDH. “Queremos utilizar um formato similar ao Programa Ensinar. Estamos pensando em educação no campo, e, tão logo tenhamos essa definição, vamos trabalhar nos projetos, que tramitarão nos Órgãos Superiores da UEMA, e depois de aprovados, colocados em nossa grade de oferta para atender, não só as comunidades tradicionais e indígenas, mas, também, as populações carentes desses municípios”, ressalta o professor Gustavo.

O secretário Francisco Gonçalves destacou o encontro como uma oportunidade de alinhamento dos interesses comuns entre a UEMA e a SEDIHPOP, no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas nos municípios mais pobres do Maranhão. “O foco são os municípios de menor IDH, onde desejamos ampliar várias ações na área de educação em parceria com a UEMA e, uma dessas parcerias, é a oferta de cursos para a educação no campo, visando contribuir com a qualificação deIMG_9818 jovens nesses municípios, fortalecendo, assim, a presença de profissionais cada vez mais preparados nessas locais”, declara Gonçalves.

Para o pró-reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Paulo Catunda, a importância dessa reunião é a participação da universidade no projeto Mais IDH, assim como ela já está no Mais Extensão. “Nesse sentido, estamos levando o desenvolvimento para os municípios mais carentes do Maranhão. Com isso, a UEMA aumenta suas ações junto ao governo, o que mostra que estamos alinhados com os projetos do estado para o melhoramento da qualidade de vida das populações carentes”, disse Catunda.

A orientação do governo estadual, com relação a este projeto, que é de grande relevância e inclusivo, implantado pela SEDIHPOP é promover, defender e garantir os direitos humanos da população maranhense, em especial, dos setores mais vulnerabilizados e, para concretização dessa iniciativa, a UEMA foi incluída no plano para dar sua contribuição na melhoria da qualidade de vida das pessoas nos mais de 30 municípios com menor IDH do estado.

Ainda estiveram presentes na reunião, o pró-reitor de Planejamento, Roberto Serra; o secretário adjunto da SEDIPOP, Bruno Lacerda; a coordenadora do Programa  Ensinar, Regina Célia Castro, o representante da PROG, João Gouveia; a coordenadora de Extensão da UEMA, Ariadne Rocha; o vice-coordenador do Programa Ensinar, José Fernando Bezerra; o assessor da Proexae, Itaan de Jesus Pastor; o representante da UFMA, Edivaldo; e o representante da SEDIHPOP, Frednan Santos.

Texto: Alcindo Barros



Últimas Postagens - Array / noticias-uema