UEMA participa de missão de internacionalização na Austrália


Por em 15 de novembro de 2017



IMG_3496

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) realizou, por meio da Assessoria de Relações Internacionais – ARI, no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), uma reunião sobre a missão de internacionalização realizada por reitores, vice-reitores e diretores de escritórios de Relações Internacionais das universidades afiliadas a ABRUEM (Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais) pela Austrália. Na delegação oficial, a UEMA foi representada pelo Assessor de Relações Internacional, Thales Andrade, que como integrante da delegação, participou de visitas técnicas as IES australianas, entre os dias 16 e 28 de outubro.

De acordo com o Assessor de Relações Internacional, Thales Andrade, o objetivo era conseguir parceiros próximos da realidade da UEMA, para que pudéssemos avançar na internacionalização. “É um começo, tentamos e conseguimos identificar algumas pessoas que pudessem nos ajudar a estreitar os laços entre a UEMA e as instituições da Austrália”.

IMG_3460“Tivemos uma programação bem intensa e estou aqui para apresentar o que foi visto, os resultados que obtivemos, os próximos passos e quais as ideias e novas estratégias, além de discutir e estabelecer um grupo de trabalho. Essas ações não são realizadas de maneira isolada, temos que, cada vez mais, ampliar nossa mentalidade em relação a essa política internacional”, enfatizou Thales Andrade.

O reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa destacou, “quando iniciamos em 2015 a Assessoria de Relações Internacionais tivemos o intuito de fixar um ponto de convergência entre todos os esforços voltados para a internacionalização. O objetivo era que todas as inciativas de aproximação entre pesquisadores e programas, projetos multinacionais, pudessem receber um banho de institucionalização. Que nós, não ficássemos mais em atitudes isoladas. E nesse mister, a UEMA aplaude o trabalho do professor Thales Andrade e de sua equipe, naquilo que foi possível construir, pois hoje temos um portfólio de oportunidades. O que precisamos, como comunidade e alunos, é nos reconhecer nesse processo, nós temos que nos apoderar dele, não é possível apenas ficarmos trabalhando em caráter regional as nossas ações, mas precisamos sim, voltar os nossos olhos para onde está a fronteira do conhecimento, cada vez mais para onde não há fronteira geográfica”.

E concluiu, “espero que nós todos possamos usufruir dessas diversas oportunidades, que identifiquemos aquelas áreas que melhor se adequam as nossas necessidades, pois nós temos que nos divulgar e mostrar nossas qualidades. Essa reunião foi extremamente necessária, é uma primeira devolução da experiência que o professor Thalles vivenciou na Austrália”.

Na reunião foram tratadas as possibilidades de parceria no âmbito da internacionalização do ensino superior, visando firmar e discutir políticas de intercâmbio cultural e acadêmica. Além disso, foram apresentados: o histórico de aproximação da UEMA com as IES australianas; a razão técnica para incluir a “Austrália” em cooperação de pesquisa; as instituições visitadas e recomendadas, bem como os docentes australianos interessados a realizarem cooperação de pesquisa com UEMA. E, ainda, sugestões para a efetivação de uma aproximação e os próximos passos.

Por: Karla Almeida

Fotos: Rafael Carvalho



Últimas Postagens - Array / noticias-uema