Projeto de Aquaponia reforça importância do Programa Mais Extensão para o Maranhão


Por em 29 de janeiro de 2018



O Governador Flávio Dino visitou o projeto de Aquaponia no município de Amapá do Maranhão. Foto: Reprodução/Twitter.

O Governador Flávio Dino visitou o projeto de Aquaponia no município de Amapá do Maranhão. Foto: Reprodução/Twitter.

Na semana passada, o Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino, visitou o projeto de Aquaponia, de autoria do professor Eduardo Rodrigues, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), no município de Amapá do Maranhão.

Com relevância social e reforçando a geração de renda, o projeto integra o Programa Mais Extensão, executado pela UEMA em sintonia com as ações do “Plano Mais IDH”, realizado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

“O programa marca o ineditismo da ação da UEMA dentro da consolidação de uma política mais efetiva da extensão universitária. Esse é um traço marcante e necessário da nossa universidade”, disse o Reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa, sobre a força do programa e a existência de projetos como este, que beneficiam diversas comunidades e famílias em todo o Maranhão.

A cidade de Amapá do Maranhão foi, inclusive, a primeira a receber o projeto, onde, aproximadamente, 100 famílias dos povoados Nova Vida e Curtiçal poderão trabalhar de forma cooperativada para a criação de peixes com o cultivo de hortaliças nos próximos anos.

Realizado pelo Governo do Maranhão por meio da Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), o Sistema de Aquaponia é um consórcio entre a aquicultura e a hidroponia, por meio de um tanque de criação e abastecimento dos peixes e uma cama de cultivo orgânico, que possibilita uma produção mais rápida, além de diminuição de custos e maior rentabilidade, a partir de um consumo reduzido de água.

“Percebemos que, pela Aquaponia, conseguimos integrar vários valores, como a diminuição de custos e rentabilidade que permite ao pequeno produtor a facilidade com o manejo e a técnica, e também, o entendimento das deficiências e das necessidades nutricionais para o cultivo dos produtos ofertados”, pontuou o coordenador do projeto, Eduardo Rodrigues sobre o sistema.

O Mais Extensão abrange três dimensões básicas do desenvolvimento humano: produção/renda, educação e saúde. O programa proporciona a participação da comunidade acadêmica no desenvolvimento de projetos de extensão em municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Maranhão, com realização pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (PROEXAE), em parceria com: SEDIHPOP; Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (SEEJUV); VALE; Fundação de Apoio ao Ensino Pesquisa e Extensão (FAPEAD); Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão (FAPEMA); e Secretaria de Segurança.



Últimas Postagens - Array / noticias-uema