Mais 13 municípios maranhenses aderem ao Programa Ensinar de Formação Docente


Por em 15 de março de 2018



reitor Gustavo fala sobre Programa Ensinar

Durante cerimônia realizada ontem (14), no Palácio dos Leões, ocorreu a Assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Governado do Estado, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e representantes de 13 municípios que serão contemplados com novos polos do Programa Ensinar de Formação de Professores.

Além da adesão dos 13 municípios, será ampliada a oferta de cursos nos municípios de Pedreiras, Pinheiro e Zé Doca, campi da UEMA onde também funcionará o Programa Ensinar.

Assinaram o Termo de Cooperação prefeitos e representantes das cidades de Anajatuba, Arari, Icatu, Loreto, Paraibano, Pirapemas, Presidente Sarney, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, Santa Rita, Turiaçu, Viana, Vitória do Mearim.

“Estamos felizes por esse grande Programa que, a partir de agora,Prefeito de Arari, Governador Flávio Dino e reitor Gustavo Costa vai funcionar em nossos municípios, qualificando professores. É importante ter nas salas de aulas profissionais capacitados para ensinar nossos filhos”, disse o prefeito de Arari, Djalma de Melo Machado.

O Ensinar iniciou em 2017, com oferta de cursos em 12 municípios direcionada a professores da rede de ensino sem diploma de Ensino Superior, além dos alunos egressos do ensino médio da comunidade geral.

A UEMA dedica-se há 26 anos aos programas especiais de formação de professores. Com o Programa Ensinar, o intuito é que cerca de 3.000 professores sejam formados até 2021, e comecem a atuar na educação básica do Maranhão.

A coordenadora geral do Programa Ensinar, Regina Célia Castro, comentou sobre a escolha dos municípios para oferta dos cursos de formação docente.

“Os polos onde funcionará o Ensinar são fruto de um levantamento de vários aspectos como onde já haviam ofertas de cursos de instituições públicas ou particulares, além de dados do IBGE para identificar onde teria uma demanda maior por professores. Este momento de expansão do Programa é resultado de uma avaliação e expertise que a UEMA tem”, afirma.

“O Programa Ensinar não é um programa da UEMA, é um programa de Estado, que se perfila em um conjunto de iniciativas do governo estadual no sentido de transformar, pela educação, a vida das pessoas. Por ser um programa de Estado, cabe à UEMA representar o Estado do Maranhão na liderança da formação dos professores, e faz isso por ter tradição em formar professores da educação básica há 26 anos. Em todos os 217 municípios maranhenses têm professores formados pela UEMA, logo, para além da missão de gerar conhecimento novo e formar profissionais, a universidade assume um compromisso público com a educação básica do Maranhão”, disse o reitor Gustavo Costa, durante a solenidade.

Para o governador Flávio Dino a expansão do Programa contribui com o processo de desenvolvimento do Maranhão  “É pDiscurso do governador Flávio Dinoreciso ter senso de prioridade. Investir naquilo que é fundamental. E a educação é sempre fundamental, os professores também. Abrir oportunidades é fundamental para que tenhamos um Maranhão melhor”, enfatizou.

A previsão é que o próximo vestibular do Ensinar ocorra em julho deste ano e as aulas iniciem em meados de setembro. Serão ofertadas vagas nos cursos de Ciências Biológicas, Matemática, História, Geografia, Letras, Línguas Portuguesa, Inglesa e Literatura e Pedagogia. Nesta etapa, também haverá vagas para os cursos de Física, Química e Ciências Sociais.

plateia

governador, deputado, reitor, gestores da UEMA e alunos do Programa Ensinar

alunos, gestores da UEMA, governador Flávio Dino e prefeitosprefeitos assinam termos

Por: Débora Souza

Fotos: Rafael Carvalho



Últimas Postagens - Array / noticias-uema