UEMA realiza Curso de Inclusão Digital para Idosos


Por em 6 de junho de 2018



foto2A universidade Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Curso de Engenharia da Computação está realizando, no período de abril a agosto deste ano, no Laboratório de Informática do Centro de Ciência Tecnológicas (CCT), o Projeto de Inclusão Digital para Idosos, que faz parte do Programa de Bolsa de Extensão da universidade, e tem como público alvo pessoas da terceira idade, inscritos na Universidade Aberta Intergeracional (UNABI) e também da comunidade.

Os alunos, inicialmente, estão aprendendo o básico, segundo o diretor do Curso de Engenharia da Computação, Rogério Moreira Lima. “A ideia é ministrar esse curso com os conceitos básico de computação para que o idoso tenha autonomia neste mundo digital que a gente está vivendo. Queremos que esses alunos aprendam a escrever um texto, um software de apresentação, entrar no mundo da internet e acessa um e-mail. Isso é inclusão”, disse Rogério.

Para o aluno do curso, Antonio José Morais, essa inclusão no mundo digital está sendo muito importante para a sua independência. “Não vou mais pedir para os filhos que façam isso ou aquilo para mim. Então, esta minha inclusão no mundo digital está sendo da maior importância”, destaca.

Segundo o professor Reinaldo Silva, no início, eles aprendem a ligar o computador, em seguida, vão descobrir o Word, o Powerpoint e a Internet. “Na internet vamos navegar com eles e mostrar o que é seguro, o que eles devem fazer, como devem proceder ao trabalhar com as informações. Em tudo isso, vamos orientá-los da melhor maneira possível”, esclarece Reinaldo.

“O Brasil tem aproximadamente 15 milhões de pessoas na faixa etária de 60 anos, e nos próximos 20 anos essa população poderá ultrapassar a casa dos 30 milhões, o que representa um percentual de 13% dos brasileiros”, informa o projeto.

Ainda de acordo com o projeto, o mundo contemporâneo está em estado de transformação, e as possibilidades de deteriorização das relações humanas tornam-se tão presentes que o resgate de certos valores precisam ser considerados. E foi a partir dessa premissa – completa o projeto – que viu-se necessário a concretização de propostas para minimizar essa exclusão, já que hoje, a tecnologia tem crescido progressivamente.

A ideia é alcançar com esta iniciativa, os idosos do entorno da universidade, na comunidade da Cidade Operária, discutindo o papel da informática e os vários meios de atuação da população da terceira idade na cidade de São Luís.

Texto: Alcindo Barros

Foto: CCT



Últimas Postagens - Array / noticias-uema