Comitiva de Reitores da ABRUEM é recebida pelo presidente do CNPq

 

ABRUEM-CNPqO presidente do CNPq, João Luiz Filgueiras de Azevedo, recebeu ontem (13), em Brasília, a comitiva de reitores da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (ABRUEM). O reitor da UEMA, professor Gustavo Costa, estava presente.

Na oportunidade, os reitores apresentaram os números das universidades estaduais em termos de matrículas, de produção científica e de projetos estratégicos para o país. A pauta dos reitores foi o aumento das cotas de bolsas, sobretudo do PIBIC; a retomada do edital Universal do CNPq; o pagamento de editais que estão em atraso; o aumento de recursos para pesquisa; e a garantia de maior participação das estaduais em editais setoriais, em razão de suas peculiaridades.

O presidente do CNPq enalteceu a atuação dos reitores e apresentou as diretrizes da gestão atual, dentro da política do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Disse que o principal objetivo é a recomposição do orçamento do CNPq, que foi duramente afetado pelo limite de gastos públicos e pela crise financeira, tarefa para a qual pediu o apoio político dos reitores.

Ele ainda convidou a ABRUEM para contribuir na elaboração do orçamento de 2020 do órgão e apresentar detalhamento de suas propostas. O presidente do CNPq, que é oriundo do ITA, disse que a prioridade é apoiar projetos de pesquisa que gerem riquezas para o país e impactem a vida do cidadão comum. Na ocasião, João Luiz Filgueiras, defendeu, também, a captação de recursos privados para a pesquisa.

O reitor da UEMA, na reunião, enfatizou a necessidade de ampliação das cotas de bolsas e em novas modalidades, considerando o aumento do número de programas de pós-graduação, de pesquisadores e de alunos, além do caráter científico e social das pesquisas.

O professor Gustavo Costa disse ainda: “No caso da UEMA, presidente, desejamos que o CNPq esteja mais presente nos nossos projetos, com mais bolsas, com mais ações programáticas. Precisamos reforçar o fomento à pesquisa científica e tecnológica, principalmente aquela de relevância econômica para o Maranhão e de grande impacto social, considerando as grandes necessidades do povo maranhense”.

A avaliação geral acerca da reunião foi muito positiva como oportunidade de aproximação, mútuo reconhecimento e alinhamento de estratégias.

Compartilhar.