Acadêmicos participam do PRÉ SEMIC 2019 no Campus Caxias


Por em 26 de abril de 2019



20190423_093659Acadêmicos apresentaram 95 trabalhos no PRÉ SEMIC (Seminário Prévio de Iniciação Científica), de 23 a 25 de abril, referentes às pesquisas que vêm realizando no Campus Caxias. Eles são bolsistas do PIBIC UEMA (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica), CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e FAPEMA (Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Maranhão).

A comissão científica responsável pelos 74 trabalhos apresentados no primeiro dia foi composta pelos professores Flávio Kulaif Ubaid; Laíce Fernanda Gomes de Lima e Luíza Daiana Araújo da Silva Formiga. No Anexo Saúde foram apresentados 21 trabalhos do Curso de Enfermagem coordenados pelas professoras Joseneide Teixeira Câmara; Ana Carla Marques da Costa e Magnólia de Jesus Sousa Magalhães.

O PRÉ-SEMIC é uma oportunidade em que os alunos divulgam para a comunidade acadêmica o resultado parcial do que vêm desenvolvendo. Como diz a Profa. Laíce Fernanda: “É o momento que são avaliados por uma banca de professores. Eles aprendem a estruturar os trabalhos e desenvolvem uma atividade que é típica da Academia.

20190423_083609Um dos critérios mais importantes aplicado nas avaliações foi o uso do tempo. Foram disponibilizados dez minutos para cada aluno expor os projetos através de slides. A banca avaliadora teve cinco minutos para dar sugestões e tirar dúvidas para aprimorar o trabalho, já que se trata de uma preparação para o SEMIC, que ocorrerá no final do ano em São Luís. Os pesquisadores enviam relatórios para a UEMA referentes às investigações e isso aumenta as chances de serem contemplados, pois mostra o empenho dos bolsistas.

A acadêmica Inezita Cantanhede Lima Neta, do Curso de Ciências Biológicas, que está com a segunda Bolsa, disse: “Meu trabalho é novo no Maranhão (trata da glândula de veneno de uma formiga). A expectativa é que o trabalho possa ser publicado, para que tenhamos uma análise genética e de comportamento e que ele possa ser usado em outras Iniciações Científicas e divulgado para os acadêmicos em geral”.

20190423_100506Alex Medeiros Silva, que participou como bolsista voluntário pelo PIVIC/UEMA (Programa de Iniciação Científica Voluntários), falou que o trabalho voluntário proporcionado pela bolsa é muito importante. “Ela ajuda no conhecimento, na atividade científica e na construção do projeto do aluno. Mesmo sem oferecer remuneração. O bolsista começa a se especializar numa área científica e, posteriormente, seu trabalho pode ser compartilhado com a comunidade”, disse.

A professora Luíza Daiana Araújo Formiga também falou sobre o incentivo oferecido pelas Bolsas. “É importante que esses alunos recebam apoio científico para que possam desenvolver suas pesquisas e dedicar parte de seu tempo à ciência. E, de certa forma, elas ajudam até os alunos que não são de Caxias e precisam de um recurso. E pesquisa sem apoio financeiro não é possível de ser feita. Isso estimula o acadêmico”, destacou ela.

Por Emanuel Pereira



Últimas Postagens - Array / noticias-uema