NOTA OFICIAL


Por em 13 de maio de 2019



nota2A Universidade Estadual do Maranhão manifesta profunda preocupação com as medidas anunciadas recentemente pelo governo federal, que comprometem o funcionamento de bases estratégicas para o futuro do país, particularmente no que concerne à educação, ciência e tecnologia. A concepção de Brasil e de futuro, que serve como justificativa para tais medidas, exige profunda reflexão, amplo debate e efetiva mobilização política por parte das instituições.

Em um cenário de dificuldades orçamentário-financeiras, provocado por razões de natureza econômica e política, de abrangência nacional e internacional, a opção pelo contingenciamento de recursos nesses setores, e nas proporções anunciadas, evidencia uma compreensão turva do papel central das universidades públicas e das agências públicas de fomento.

No ato e nas justificativas apresentadas para os cortes, transparece a perspectiva de gasto, de “redução de custos”, contrapondo à ideia de investimento no âmbito de políticas públicas; transparece, ainda, o não reconhecimento das conquistas da educação superior nas últimas décadas, que compreendem avanços substanciais em ciência e tecnologia, aliados à formação anual de milhares de brasileiros, nas capitais e no interior, egressos dos cursos de graduação, mestrado e doutorado.

Mais do que solidariedade às instituições diretamente atingidas por tais medidas, e na condição de integrante do sistema nacional de educação superior e de ciência, tecnologia e inovação, ora afetado, a Universidade Estadual do Maranhão expressa sua clara e firme posição em defesa da universidade pública, gratuita, inclusiva e de qualidade, e que seja respeitada como elemento estratégico para o desenvolvimento científico, social, cultural e econômico do Brasil, dos estados e dos municípios, portanto, prioritário, em tempos de crise, ou não.

São Luís – MA, 13 de maio de 2019.

Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa

Reitor



Últimas Postagens - Array / noticias-uema