I PROSART acontece no Campus Caxias

20190711_202538A Praça Duque de Caxias, situada em frente ao Campus Caxias, no Morro do Alecrim, foi o local escolhido, na noite de quinta-feira, 11 de julho, para a realização do I PROSART (Sarau de Poesia e Arte) do Departamento de Letras da instituição.

O evento foi organizado pelos professores Antônio Luiz Alencar Miranda e Ana Rosário Soares da Silva e por alunos do 6º Período de Letras Português/Literatura.

A programação contou com recital de poesias, música, encenações, mostras de pintura e fotografia.

As atividades tiveram início com o Grupo de Teatro Balaio Coletivo, que mostrou um trecho da peça intitulada “A Garota e o Anjo” apresentando um poema da caxiense Inês Maciel.

Entre os presentes estavam artistas plásticos, músicos da banda “Casino Quebec”, professores de Letras e outras áreas das redes estadual e municipal. O poeta Wybson Carvalho saudou os presentes: “A poesia é muito mais viva quando acontece em saraus. Ela acasala algo em nós que é maravilhoso. Para os religiosos, é o espírito; para os cientistas, é o cérebro. Podem ser os dois, que constroem a mesma beleza. Os que estão aqui são capazes de escrever poemas e romances por causa das ambiências de espírito”, disse.

A professora Ana Rosário disse: “Este é o 1º de muitos recitais. Infelizmente esses eventos não contam com a participação em massa da população. São momentos necessários. Nessa cidade tem um poeta escrevendo em cada beco; em cada faculdade, em cada sala de aula tem um estudante que produz. Digo sempre aos alunos que viajamos durante as aulas, na beleza de nossa escrita”.

Além de ver professores, alunos e atores declamando poemas, o público pôde conhecer trabalhos de diversos artistas plásticos, já que algumas pinturas e artes em quadrinhos estavam expostos. Também houve a declamação de poemas em braile, numa demonstração de que o silêncio também expressa emoção. Também houve a apresentação de uma criança vestida de bailarina. À medida que dançava, ela recitava os versos da canção “Ciranda da Bailarina” de Adriana Calcanhoto.

Um dos organizadores, o professor Antônio Luís falou: “É um encontro que foi pensado a partir da disciplina de Literatura e o Departamento deu apoio para que acontecesse. Temos a presença de poetas caxienses que, além de ouvirem seus poemas serem recitados pelos alunos do 6º Período, também estão fazendo seus recitais. Além de outros que estavam no recital mas ainda não publicaram livros  e alunos da UEMA que também são artistas”.

Na praça, estavam representantes de entidades como a Academia Caxiense de Letras; IHGC (Instituto Histórico e Geográfico de Caxias); ASLEAMA (Academia Sertaneja de Letras, Artes e Educação do Maranhão) e Secretaria Municipal de Cultura. O evento recebeu a colaboração do Memorial da Balaiada.

Um dos espectadores era Ocivam Soares, caxiense que mora em São Luís: “É um momento muito bom; novo em Caxias. Nós, que somos caxienses, sabemos da importância que a cidade tem na poesia e literatura brasileiras. Não podia deixar de vir. Estou orgulhoso por ver que, realmente, Caxias é a cidade dos poetas. Espero que quando voltar eu possa desfrutar de mais situações desse tipo. Caxias e a  UEMA estão de parabéns.”

20190711_211621

Por: Emanuel Pereira

Compartilhar.