Uema avança na construção do Ginásio Poliesportivo

quadra poli (3)A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) avança nas obras do Ginásio Poliesportivo no Campus Paulo VI, apesar da crise que o país está passando. O contrato de execução para construção do espaço foi assinado com a Caixa Econômica, no valor de R$ 975 mil. Um investimento de R$ 3.134.817,85, sendo R$ 975 mil assegurado por meio de uma Emenda Parlamentar individual do deputado federal Hildo Rocha.

Com uma área de 2.097,84m², a quadra contará com dimensões oficiais para prática desportiva de futsal, basquete e vôlei, com 800m² somente de área de quadra e com arquibancada para aproximadamente 600 expectadores, contemplando vagas para pessoas com mobilidade reduzida. E vem somar com as demais instalações existentes para a prática esportiva da comunidade acadêmica.

Além disso, possui vestiários masculinos e femininos em uma área de aproximadamente 135m² com banheiros, chuveiros e armários, além de banheiros adaptados para garantir a acessibilidade a todos que frequentam.

De acordo com o vice-reitor Walter Canales, a obra é muito importante para a Universidade, pois contempla uma reivindicação antiga dos nossos alunos ligados aos mais variados esportes e, principalmente, depois de que o nosso Centro de Convenções, que era usado como quadra, foi inabilitado. “Então, que os nossos esportistas fiquem com as esperanças bem acesas, porque em breve teremos um local, onde a prática de vários esportes poderão ser feitas dentro do nosso Campus e, quiçá, em breve, serão realizados os primeiros jogos da UEMA, efetivamente, feitos dentro da Universidade, e em condições adequadas para quem pratica os esportes e para quem assiste os nossos atletas”, disse ele.

quadra poli (4)

Conforme apontou a pró-reitora de Infraestrutura, Fabíola de Oliveira,”com certeza, nossa comunidade está muito feliz com este empreendimento que, certamente, povoará o nosso Campus com mais um espaço de prática esportiva e de integração universitária. Estamos fechando um pacote para os alunos, com o objetivo de lhes oferecer uma melhor qualidade de vida no curso e, também, para que formemos profissionais bem capacitados em todos os aspectos”.

A construção da quadra tem dois papeis fundamentais. O primeiro é trazer o aluno para vivenciar a instituição, como a sua própria casa. O segundo, não basta esse aluno ter só a formação acadêmica, ele precisa ter qualidade de vida. “Isso faz parte do viver humano, o que é extremamente importante”, frisou a pró-reitora.

Com a construção do Ginásio Poliesportivo a administração superior coloca a Uema no patamar das grandes universidades por entender as atividades físicas como um bem comum, patrimônio de todos. “Gostaríamos de parabenizar o Prof. Gustavo que mesmo diante de crise (contingenciamento) consolida um anseio de décadas da comunidade universitária por instalações físicas motivadoras,  valorizando a prática sistemática das atividades físicas como instrumentos da melhoria da qualidade de vida, com a promoção da saúde, maior integração e a competição”, destacou o Coordenador do Núcleo de Esportes e Lazer da Uema, Prof.José Nilson de Andrade.

Ele, ainda, complementou: “Com certeza, nossos discentes/atletas, terão oportunidade de vivenciar mais a união entre educação e esporte. Teremos grande estímulo para promoção de vários eventos esportivos, fortalecendo as nossas equipes para muito mais conquistas, evidenciando o esporte educacional como ferramenta de transformação da UEMA, consequentemente do Maranhão”.

A obra tem prazo de conclusão no primeiro semestre de 2020, objetivando uma maior integração com a comunidade universitária.

Por Paula Lima

Compartilhar.