Projeto de extensão auxilia no controle da brucelose no Município de Lagoa Grande do Maranhão

Sem título1Desde 2016 uma portaria da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) regulamentou a obrigatoriedade de vacinação contra a brucelose, com o intuito de promover sanidade ao rebanho bovídeo e segurança à população quanto ao consumo dos produtos lácteos e cárneos. Essa vacinação só pode ser realizada por Médicos Veterinários cadastrados no órgão de defesa sanitária, porém em muitos municípios do estado não existem profissionais cadastrados, o que dificulta o acesso, especialmente dos pequenos produtores, a esse tipo de serviço.

Pensando em uma forma de contribuir na prevenção da brucelose na cidade de Lagoa Grande do Maranhão, município que compõe o programa Mais IDH no Estado, professores e acadêmicos do curso de Medicina Veterinária e pós-graduandos do doutorado em Defesa Sanitária Animal da Universidade Estadual do Maranhão realizaram o projeto “Controle Preventivo da Brucelose: vacinação de bezerras e orientação de pequenos criadores”.

Sem título3O projeto além de promover a vacinação de bezerras bovinas e bubalinas contra a brucelose, também teve como objetivo aumentar a cobertura vacinal do rebanho no município, realizar ações de educação sanitária e tornar os pequenos criadores em agentes multiplicadores sobre a importância da vacinação, além da elevação da renda dos criadores atendidos por meio do aumento da produtividade do rebanho, bem como a melhoria da condição de vida deste, contribuindo assim com a melhoria do IDH do município.

Sem título2“O intercambio interinstitucional entre a UEMA, AGED/MA e prefeitura municipal fortalece a troca de experiências entre pesquisadores, estudantes, gestores municipais e criadores, assim como a comunidade na geração de conhecimento. Esse projeto contribui certamente com os princípios do profissionalismo acadêmico, ético e a iniciativa social”, disse a professora Viviane Correa Coimbra.

Durante o projeto foram realizadas palestras para produtores dos povoados de Lagoa do Coco, Lagoa do Encontro, Marajá do Sena e Sumauma e um total de 126 bezerras foram vacinadas.

Por Polyanna Bittencourt

Compartilhar.