Terceira edição do Seminário Ensinar discute os desafios e motivações da formação de professores na pandemia

z

A palestra de abertura do III Seminário de Formação de Professores do Programa Ensinar contou com a presença da coordenadora-geral, Prof. Dra. Regina Célia de Castro Pereira, do Magnífico Reitor da UEMA, Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa, abrindo a noite online para receber o convidado, Prof. Dr. João Batista Bottentuit Júnior, diretor científico da FAPEMA e docente da UFMA.

Com o tema “Conhecimento Científico e Formação de Professores: desafios e motivações em tempos de pandemia”, a primeira atividade do III Seminário Ensinar, realizada através da plataforma de reunião Microsoft Teams, abriu as discussões que permeiam todos os cinco dias de evento: o papel dos professores durante e após a atual pandemia de Covid-19.

Recebendo a todos, a professora Regina Célia, deu as boas vindas aos espectadores do Seminário, e lembrou que, apesar das circunstâncias, o Seminário realizado de forma remota abriu oportunidade para alunos do Ensinar que não haviam podido vir à São Luís nas duas edições anteriores.

“Quero agradecer todos pela presença. Esta é a terceira edição do Seminário e um novo formato, que abriu espaço para nossos alunos que não puderam vir nas duas primeiras edições. Vamos aproveitar esses cinco dias de muito conteúdo com o nosso tema que é atual e muito relevante. Espero que todos aproveitem ao máximo”, destacou.

Já para o Reitor da UEMA, a pandemia mostrou o quão “frágil a humanidade se revelou diante do vírus” e que eventos como o Seminário Ensinar, realizado de forma remota, mostram “o papel que os professores terão nessa jornada global durante a pandemia”. “Aqui está uma prova de que estamos nos desafiando, nos motivando e produzindo”, destacou.

Na sua palestra, o professor João Batista falou sobre a relação entre a sociedade e as mídias de informação e como essa “cibercultura, ou sociedade da informação, como preferem alguns autores” faz com que professores hoje, mais do que nunca, tenham que “atualizar suas didáticas”.

Na explanação, Bottentuit mostrou ferramentas úteis para os professores e citou formas de usá-las no ambiente da aula remota. Ainda em sua fala, o diretor científico deixou claro seu posicionamento contrário quanto à volta às aulas presenciais, por uma questão de saúde e segurança de todos envolvidos. “Sou a favor, neste momento, do ensino remoto”, firmou.

Sobre o uso das tecnologias, algo que antes era um complemento às aulas, ele ressaltou “não é tão complicado, é preciso iniciativa e dar o primeiro passo”.

O III Seminário de Formação de Professores do Programa Ensinar vai até sexta-feira, 31 de julho, com palestras, mesas-redondas e minicursos ofertados online.

 

Compartilhar.