UEMA fortalece o Programa Nacional de Alimentação Escolar em São João do Sóter


Por em 22 de março de 2019



01O município de São João do Sóter, localizado a 130 de km de Timon, tem recebido diversos projetos do Programa Mais Extensão Universitária da Universidade Estadual do Maranhão. Um deles está relacionado à geração de produção e renda. Com recursos financeiros da UEMA e da FAPEMA, uma equipe de professores e alunos do Campus de Timon desenvolve um projeto que visa fortalecer a implementação do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE do município.

Um dos objetivos do PNAE é fortalecer a agricultura familiar do município, com a aquisição de seus produtos para a alimentação escolar. A legislação permite que a prefeitura adquira produtos da agricultura familiar em um processo mais simplificado que favorece a participação desses agricultores. Além disso, a legislação também obriga a prefeitura a usar no mínimo 30% dos recursos repassados pelo FNDE com aquisições de produtos da agricultura familiar. No entanto, essas oportunidades de comercialização não estavam sendo aproveitadas pelos agricultores familiares do município de São João do Sóter.

Durante a realização do projeto, coube a UEMA orientar os técnicos da prefeitura a como conduzir esse processo. “Não se trata de um projeto simples, pois para alcançar os resultados desejados, é necessária uma articulação entre diversos órgãos do governo, como a Secretaria de Educação, Secretaria de Agricultura, Comissão Permanente de Licitação – CPL, equipe da Agerp e SAF Mais IDH e Sindicatos dos Produtores Rurais”, explica o coordenador do projeto, professor Romel Pinheiro.

IMG-20190125-WA0000No início de 2018, foi realizado um diagnóstico, e constatou-se que nenhum agricultor familiar do município vendia seus produtos para a alimentação escolar. Também foi observado que os órgãos do município implicados nesse programa dialogavam muito pouco. Além disso, observou-se que os agricultores familiares desconheciam das vantagens de comercializar seus produtos nesse programa.

Como resultado da ação da UEMA, na Chamada Pública realizada em fevereiro, três grupos de produtores do município aprovaram projetos de comercialização de seus produtos no PNAE. “Trata-se de um resultado efetivo de melhoria de renda para essa população rural. É bom para o agricultor e é bom para o município, pois o dinheiro que fica para o agricultor familiar do município circula no próprio município”, destacou Edyjannara Cruz, técnica da equipe da UEMA.

A equipe da UEMA segue colaborando com o município com objetivo de melhorar a participação dos agricultores familiares no PNAE. É a UEMA buscando melhorar o IDH dos municípios do Maranhão.



Últimas Postagens - Array / noticias-uema